artigos | pesquisas

Gerenciamento de Nível de Serviços: como tirar o melhor proveito
Por Antônio de Souza

 

O Acordo de Nível de Serviço (ANS) mais conhecido pela sua sigla em inglês SLA – Service Level Agreement - é definido, monitorado e controlado pelo Gerenciamento do Nível de Serviços - do inglês SLM.

O objetivo do SLA / SLM é atender as necessidades dos clientes internos ou de fornecedores na busca e manutenção de um equilíbrio entre o nível de serviço desejado e os custos incorridos por este.

O segredo para o sucesso na elaboração e implementação de um SLA e SLM está não apenas na escolha de indicadores SMART (esperto em inglês) – Specific, Measurable, Achievable, Realistic e Timetable, mas também na importância que se deve dar aos fatores críticos de sucesso, que considero como pontos de atenção que devem ser observados em qualquer atividade ou projeto:

Mapeamento dos contextos e interações críticas que requeiram SLA formal e controlado;
Definição do SLA nos termos dos usuários finais dos negócios que atendem;
Estabelecimento de métricas e valores objetivos;
Disponibilidade de competências e ferramentas para prover as informações-chave dos níveis de serviço;
Link das responsabilidades do gerenciamento de TI com os SLAs;
Identificação detalhada e constante de fontes de variações de custos.

Quanto aos indicadores para SLA / SLM deve-se considerar:

Aumento da cobertura dos serviços de TI;
Número de desvios dos níveis acordados;
Disponibilidade, custo, tempo para solução de problemas e incidentes;
Satisfação dos clientes;
Despesas reais em relação às planejadas;
Percentuais dos processos críticos de negócio que possuem ANS formais, dos Acordos que são efetivamente acompanhados pelas partes e dos serviços de TI que cumprem os níveis de serviço acordados.

Antonio de Sousa é sócio-diretor da B5C (www.b5c.com.br) professor de MBA em TI na Fundação Instituto de Pesquisa (FIA) e no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), ambos na USP.

 

Veja todos os artigos:

Artigo 24: A Importância de ter objetivos pessoais e profissionais (Hetel Semer)
Artigo 23: Na Trilha do Sucesso (Hetel Semer) a
Artigo 22: Gerenciamento de Nível de Serviços: como tirar o melhor proveito (Antônio de Sousa)
Artigo 21: Liderança em ambientes de Help Desk / Service Desk (Hetel Semer)
Artigo 20: Linguagem formal ou coloquial no Help Desk/Service Desk? Há controvérsias! (Hetel Semer)

Artigo 19: ITIL em Pequenos Passos e com Grandes Resultados (André Jacobucci)
Artigo 18: Gerenciamento do nível de serviços (Ricardo Mansur) pdf
Artigo 17: Help Desk falado ou escrito? (Hetel Semer)
Artigo 16: Importância de registrar os números (Antônio Carlos Ferreira) pdf
Artigo 15: Ferramentas e Métodos para dimensionamento do seu Help Desk (Leonardo Chwif) pdf
Artigo 14: ITIL e o mercado (Hetel Semer)
Artigo 13: Construindo um plano de marketing para o seu Help Desk (Pedro Lemelle) pdf
Artigo 12: Motivação: o caminho para a performance (Hetel Semer)
Artigo 11: A oportunidade de visitar cada cliente em potencial (Hetel Semer)

Artigo 10: Apresentação da biblioteca ITIL (Bruno Aguirre) zip
Artigo 9: Redução de custo - a necessidade geral (Hetel Semer)
Artigo 8: SLA - Sugestão de cálculo para penalidades (Pedro Lemelle) pdf
Artigo 7: SLA - Ainda há necessidade de aprendizado (Pedro Lemelle) pdf
Artigo 6: SLM - Surge um novo conceito (Pedro Lemelle) pdf
Artigo 5: Contratos com SLA (Hetel Semer)
Artigo 4: Outsourcing: Concentre-se no que faz melhor do que os rivais...
(Hetel Semer)
Artigo 3: O Que é ITIL (Hetel Semer)
Artigo 2: A importância da base de conhecimentos no ambiente de Help Desk (Hetel Semer)
Artigo 1: Pesquisa de satisfação dos usuários do Help Desk (Hetel Semer)


artigos | pesquisas



© 2007-18 HDO. todos os direitos reservados.

fone: (11) 5087-8919 | cel/whatsapp: (11) 99977-6659 | contato@hdo.com.br

site por aliceshintani