artigos | pesquisas

Liderança em ambientes de Help Desk/ Service Desk
Por Hetel Semer

 

Não é de hoje que a presença de líderes atuantes é uma necessidade nas empresas em seus diversos setores, não sendo diferente nos ambientes de Help Desk / Service Desk.

Contando com a presença atuante desses profissionais as equipes de atendimento tendem a seguir os procedimentos estabelecidos, atingir metas comuns, engajar-se nas políticas de registros e documentações dos incidentes, adotar posturas corretas perante o cliente e manter a motivação em alta.

Constantemente, clientes nos pedem indicação de profissionais para a coordenação / liderança de suas equipes de atendimento. Dizem que estão há meses em processo seletivo e que não encontram o perfil desejado. Buscam no mercado, jovens com habilidades comportamentais para o cargo e percebem que há uma grande escassez deste profissional.

Perguntados a respeito do desenvolvimento / treinamentos internos dos colaboradores, considerando que as faculdades não preparam os alunos neste sentido, a resposta é invariavelmente, a mesma: já tentamos promover a líderes àqueles que se destacam como analistas e não deu certo.

Nos parece óbvio: para se resolver o problema da liderança e ao mesmo tempo premiar aquele ótimo analista, a empresa o promove para um cargo de coordenação, passando este a ter da noite para o dia, o papel de líder da sua equipe. Mas na maioria das vezes, a empresa não “preparou” a pessoa para o cargo, não observou se ele estava pronto, se tinha o perfil e competência e se desejava liderar pessoas.

Independentemente da promoção, é necessário que o funcionário esteja motivado para assumir o papel de líder. Ser líder é muito diferente de “estar” líder. Não são poucos os casos em que a empresa acaba perdendo o ótimo técnico e o “líder”.Sabemos que os desafios para desenvolver e reter líderes são grandes!

A rotatividade de analistas acaba inibindo o investimento, pois a saída do profissional significa desperdício de dinheiro. E os gastos com as certificações podem representar quantias significativas.

E...as empresas concorrentes e o mercado agradecem.
Por outro lado, diminuir o investimento em treinamentos, pode não representar economia , já que a equipe pode apresentar baixa produtividade por despreparo e desmotivação. A conseqüência é que os analistas não se sentem comprometidos com o resultado, pois percebem que a empresa não contribui para a sua preparação e conseqüentemente para o seu crescimento profissional e acabam, por pequenas diferenças salariais, se desligando da empresa.

É importante que as empresas tenham programas de 'trainees' para atraírem jovens recém- formados e proporcionar-lhes treinamentos para desenvolvê-los ao invés de colocá-los simplesmente na operação e deixar que o tempo e a natureza tomem conta. O mesmo procedimento precisa ser adotado nas contratações dos estagiários.Talvez a escassez de líderes seja pelo fato dos cursos de graduação não possuírem em suas grades de disciplinas, nenhuma que desenvolva outras habilidades além das habilidades técnicas.

As empresas agem da mesma forma, ou seja, dos treinamentos oferecidos quase 100% são relacionados ao conhecimento técnico e pouco ou quase nada é investido em treinamentos que trabalhem as habilidades que os líderes precisam ter.

Hetel Semer atua em TI há dezoito anos. É consultora e diretora do HDO, empresa especializada em treinamentos e consultoria em Help Desk / Service Desk. Possui grande conhecimento na customização e implantação de soluções de Help Desk. Certificada pelo Exin em ITIL - IT Service Management.

 
 

Veja todos os artigos:

Artigo 24: A Importância de ter objetivos pessoais e profissionais (Hetel Semer)
Artigo 23: Na Trilha do Sucesso (Hetel Semer) a
Artigo 22: Gerenciamento de Nível de Serviços: como tirar o melhor proveito (Antônio de Sousa)
Artigo 21: Liderança em ambientes de Help Desk / Service Desk (Hetel Semer)
Artigo 20: Linguagem formal ou coloquial no Help Desk/Service Desk? Há controvérsias! (Hetel Semer)

Artigo 19: ITIL em Pequenos Passos e com Grandes Resultados (André Jacobucci)
Artigo 18: Gerenciamento do nível de serviços (Ricardo Mansur) pdf
Artigo 17: Help Desk falado ou escrito? (Hetel Semer)
Artigo 16: Importância de registrar os números (Antônio Carlos Ferreira) pdf
Artigo 15: Ferramentas e Métodos para dimensionamento do seu Help Desk (Leonardo Chwif) pdf
Artigo 14: ITIL e o mercado (Hetel Semer)
Artigo 13: Construindo um plano de marketing para o seu Help Desk (Pedro Lemelle) pdf
Artigo 12: Motivação: o caminho para a performance (Hetel Semer)
Artigo 11: A oportunidade de visitar cada cliente em potencial (Hetel Semer)

Artigo 10: Apresentação da biblioteca ITIL (Bruno Aguirre) zip
Artigo 9: Redução de custo - a necessidade geral (Hetel Semer)
Artigo 8: SLA - Sugestão de cálculo para penalidades (Pedro Lemelle) pdf
Artigo 7: SLA - Ainda há necessidade de aprendizado (Pedro Lemelle) pdf
Artigo 6: SLM - Surge um novo conceito (Pedro Lemelle) pdf
Artigo 5: Contratos com SLA (Hetel Semer)
Artigo 4: Outsourcing: Concentre-se no que faz melhor do que os rivais...
(Hetel Semer)
Artigo 3: O Que é ITIL (Hetel Semer)
Artigo 2: A importância da base de conhecimentos no ambiente de Help Desk (Hetel Semer)
Artigo 1: Pesquisa de satisfação dos usuários do Help Desk (Hetel Semer)


artigos | pesquisas



© 2007-2015 HDO. todos os direitos reservados.

fone: +55 (11) 5087-8919 | fax: +55 (11) 5087-8810 | contato@hdo.com.br

site por aliceshintani